Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um cachorro... E vadio!

por Os bloggers, em 02.12.16

Calma calma, isto é um post sobre comida... Embora possa não parecer pelo título!

Abriu no passado mês de Outubro em Lisboa, na Quinta dos Barros, um novo Cachorro Vadio. Já tínhamos ouvido falar do grupo, mas ainda não tínhamos experimentado as iguarias.

IMG_20161027_212907.jpg

Com a abertura deste novo espaço, fomos experimentar o Cachorro Vadio.

O espaço é airoso, clean, confortável e bonito. O estacionamento e localização são fáceis, o que é sempre bom!

IMG_20161027_213541.jpgIMG_20161027_220305.jpg

Em relação às iguarias, para entrada partilhámos uma Bruschetta de Mozzarella. Em relação ao prato principal a XX escolheu um Caprese (salsicha de porco, mozzarella, tomate, manjericão e molho balsâmico) e o XY um Vadio (salsicha de porco, rúcula, chèvre caramelizado, cogumelos portobello, avelã picada e maionese de alho e salsa).

IMG_20161027_213824.jpgIMG_20161027_214200.jpgIMG-20161128-WA0009.jpg

O Caprese estava bastante saboroso, o Vadio, embora prometesse pelos ingredientes, não conseguiu surpreender. O pão dos cachorrros torna-se pesado, na altura soube bem, mas a digestão foi demorada... Talvez uma mudança no tipo de pão, torna-se os cachorrros mais apetecíveis.

IMG_20161027_213338.jpg

Para beber escolhemos limonada, que estava óptima!

E no final não resistimos ao brigadeiro de colher, que selou muito bem a refeição.

IMG_20161027_220155.jpg

Gostámos do conceito e do espaço, uma mudança no tipo de pão seria a nosso ver uma boa aposta.

A refeição ficou a cerca de 10 euros por pessoa.

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Fomos ao Grémio By Banita

por Os bloggers, em 29.11.16

E perguntam vocês... O que é o Grémio By Banita?

O Grémio By Banita é um novo e charmoso restaurante em Telheiras.

IMG_20161112_212941.jpg

Localiza-se na zona antiga de Telheiras, perto do metro e da Biblioteca Orlando Ribeiro, num sítio acessível e relativamente fácil de estacionar, mas escondido entre os prédios. Quando se entra é uma surpresa! O espaço não é grande, mas é bonito, brilhante e acolhedor.

 

Fomos à descoberta e foi uma agradável surpresa. Eramos 4 e o espaço revelou-se um sítio perfeito para um jantar descontraído entre amigos.

As meninas apostaram nas tapas e os meninos num bom bife.

As meninas partilharam: salada verde com fruta e brie (muito colorida, fresca e saborosa), cogumelos salteados com bacon (saboroso, sem surpreender), morcela com ananás dos Açores (divinal) e queijo brie com ervas (um delicioso pecado calórico!).

IMG-20161128-WA0007.jpgIMG_20161112_220211.jpgIMG-20161128-WA0006.jpgIMG-20161128-WA0003.jpg

Os cavalheiros escolheram Bife da Vazia com Mostarda, acompanhados de batata frita. Os bifes estavam saborosos, mas a aposta não foi tão boa como a das tapas, porque o molho dos bifes estava um pouco salgado e roubava o protagonismo à mostarda.

IMG_20161112_221342.jpg

Para sobremesa não resistimos a partilhar um Cheesecake de Limão. As sobremesas têm todas um aspecto fantástico!

IMG_20161112_223735.jpg

Foi um jantar divertido, agradável e saboroso. Claro que a companhia ajudou imenso! Aconselhamos o espaço para um agradável jantar de tapas entre amigos.

A refeição ficou a cerca de 15 euros por pessoa.

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Jantar n'O Talho

por Os bloggers, em 25.10.16

O Chef Kiko abriu recentemente ao público o seu novo projecto mas como ainda não tivemos oportunidade de o visitar, vamos falar sobre o nosso "talho" preferido.

O Talho é o projecto do Chef Kiko dedicado à carne onde todos os pratos são preparados para destacar o sabor e a textura da carne. N'O Talho comer carne é uma experiência única e como o próprio nome sugere, tal como num tradicional talho, existe mesmo um talho onde é possível comprar e levar para casa os produtos que degustámos.

DSC_0358.jpgDSC_0359.jpg

A sala de refeição é ampla, com uma decoração sóbria em que uma das paredes é revestida com garrafas e que nos relembra que uma boa refeição de carne deve ser acompanhada por um bom vinho, um pormenor que n'O Talho também não foi deixado ao acaso apresentando-nos uma extensa carta de vinhos.

A experiência começa com um "mimo" do Chef e para entrada pedimos os croquetes de cozido à portuguesa que são servidos com uma original maionese de chouriço em tubo, estilo pasta de dentes.

IMG_20160725_212449.jpgIMG_20160725_212835.jpg

Nos pratos principais, a escolha recaiu para "O Sr. quer alheira" e para a Picanha do Uruguai. "O Sr. quer alheira" é uma nome engraçado para uma alheira envolta em massa fina e crocante em cama de arroz de grelos, com presunto e tomate concassé. A picanha do Uruguai dispensa apresentações, tenra, suculenta e saborosa acompanhada de farofa, batata frita e salada.

IMG_20160725_214452.jpgIMG_20160725_214713.jpg

Na sobremesa escolhemos o Chocolate e Maracujá, um bolo de cacau com chocolate de leite, mousse de chocolate branco e terra de cacau e côco que estava igualmente delicioso!

IMG_20160725_224756.jpg

Acompanhámos a refeição com uma fresca e saborosa sangria branca. 

Dois pormenores que adoramos n'O Talho, é que sempre que um prato chega à mesa, é feita uma breve explicação sobre o mesmo, que termina com um animado "divirtam-se!" e a rotatividade da ementa, pelo que podemos ir várias vezes e há sempre uma novidade.

É sem dúvida uma experiência muito divertida jantar neste espaço, acabamos por nem nos aperceber do tempo a passar e facilmente passamos ali 3 horas. Para quem preferir, existe também um menu de degustação.

Já conheciam? Qual a vossa opinião?

Bom apetite!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Lucca, o império das pizzas

por Os bloggers, em 16.08.16

Depois de um dia extenuante de trabalho, apetecia-nos ir jantar fora, a um sítio rápido, novo e sem grande complexidade culinária.

Lembrámo-nos de ir experimentar uma pizzaria, que não é nova, mas que não conhecíamos, que uns amigos nos falaram e que caracterizaram como tendo as melhores pizzas de Lisboa. E foi assim que fomos ter ao Lucca.

IMG_20160729_220800.jpg

A Pizzeria Lucca é um restaurante tipicamente Italiano localizado no coração de Lisboa, perto da Avenida de Roma. O nome Lucca, deve-se ao mesmo nome de uma província de Itália, no noroeste da Toscana.

IMG_20160729_223749.jpg

O espaço é simpático e acolhedor. Apesar de cheio, conseguimos rapidamente mesa. E não foi uma mesa qualquer, foi uma mesa com uma janela que propositadamente nos mostrava o atelier culinário, o que nos divertiu durante a refeição.

IMG_20160729_220608.jpgIMG-20160811-WA0002.jpg

Da vasta carta, escolhemos as pizzas Diavolino e Catania. Estavam ambas óptimas!

Para sobremesa dividimos uma Torta Lucca, uma espécie de Tiramisú da Casa. Divinal!

IMG_20160729_221139.jpgIMG-20160811-WA0003.jpgIMG_20160729_224759.jpg

Como já vos dissemos noutras ocasiões, não somos os maiores fãs de comida italiana, mas este restaurante vai seguramente merecer mais visitas nossas.

Ficou-nos debaixo de olho a Pizza Figos e Presunto para uma próxima visita!

A refeição ficou a cerca de 35 euros para 2 pessoas.

Bom apetite!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Um atalho perfeito...

por Os bloggers, em 02.05.16

O Principe Real em Lisboa está na moda e é sempre um sítio giro para jantar.

Não fosse a azáfama do estacionamento seria um sítio onde iríamos mais vezes, assim é um local que visitamos de quando em quando.

Desta vez o local escolhido para o jantar foi o Atalho Real.

IMG_20160413_211248.jpg

É um espaço catita, agradável, espaçoso, com funcionários atenciosos e com excelentes sugestões para os aficionados da carne.

A magia começa ainda antes de se entrar, ou não fosse o restaurante no Palácio Ribeiro da Cunha, que engloba a Galeria Comercial Embaixada. Para além disso, está de portas abertas para o Jardim Botânico de Lisboa.

Para entrada escolhemos Bolo do Caco com Manteiga de Alho e como pratos principais Secretos de Porto Preto e Picanha, acompanhados com salada e batatinhas.

 

IMG-20160501-WA0009.jpgIMG_20160413_213717.jpgIMG-20160501-WA0008.jpg

 

Como uma sobremesa sabe sempre bem, foi hora de pedir o Crumble de Maçã com Sorbet e o Bolo de Alfarroba com Sorbet.

A bebida seleccionada foi Limonada.

IMG_20160413_220425.jpgIMG-20160501-WA0007.jpg

Estava tudo óptimo, desde a comida ao ambiente do espaço. Um ambiente descontraído, mas sem perder a perfeição dos detalhes.

A refeição ficou a cerca de 20 euros por pessoa.

Bom apetite!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Fomos à Tasca do João

por Os bloggers, em 20.04.16

Lisboa tem muito cantos e recantos, há comida para todos os gostos... É sempre fácil conhecer um espaço gastronómico diferente.

Desta vez, como estávamos num grupo em que havia turistas de visita a Portugal, a escolha recaiu num espaço com comida tipicamente portuguesa.

O espaço escolhido foi a Tasca do João, no Lumiar.

IMG_20160408_211346.jpg

As tascas estão na moda e a comida tipicamente portuguesa nunca passa de moda!

O espaço tem uma decoração simples, com alguns apontamentos rústicos e minhotos.

DSC_0223.jpg

IMG-20160419-WA0000.jpg

Para entrada degustámos umas pataniscas de bacalhau e salpicão com broa de milho. As entradinhas estavam óptimas!

As nossas escolhas gastronómicas recaíram sobre a Posta Mirandesa e Rojões à Tasca do João. Da carta faziam também parte: choquinhos, bacalhau, polvo à lagareiro, lampreia, coelho bravo frito, cabrito e porco preto. Portanto, tivemos um escolha díficil.

IMG_20160408_211126.jpg
IMG_20160408_220002.jpg

Tasca que é tasca serve comidinha saborosa e em quantidade generosa e a Tasca do João correspondeu às expectativas! Alguns dos pratos dão para dividir entre 2 pessoas.

Para sobremesa escolhemos o Leite Creme Queimado, que também não desiludiu.

IMG-20160419-WA0001.jpg

O serviço foi um pouco demorado, mas perfeitamente desculpável porque o restaurante estava cheio. No final tivemos de pagar com dinheiro vivo, dado o multibanco não funcionar por problemas de rede.

DSC_0221.jpg

A refeição ficou a cerca de 18.50 euros por pessoa. Aconselhamos a efectuarem reserva, a sala não é muito grande e esgota rapidamente.

Bom apetite!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

As novas francesinhas de Lisboa

por Os bloggers, em 04.04.16

Foi no final de Janeiro que chegaram a Lisboa as francesinhas em forno de lenha do Tappas Caffé.

IMG-20160402-WA0006.jpg

O Tappas Caffé nasceu em Gaia em 2002. Agora que o grupo está a "entrar na adolescência" abriu o seu décimo espaço e desta feita vieram para Sul. "Aterraram" em Lisboa, no Parque das Nações, perto da Torre Vasco da Gama, e fizeram muito bem!

IMG-20160402-WA0005.jpg

A iguaria, que é impossível não apreciar, é preparada em forno de lenha, o que lhe confere um gosto especial.

Como verdadeiros apreciadores de comida portuguesa fomos experimentar o Tappas Caffé. Não conseguimos entrar à primeira tentativa, porque as filas eram enormes, mas numa segunda investida, lá arranjámos mesa.

IMG-20160402-WA0007.jpg

IMG-20160402-WA0004.jpg

Os clientes são recebidos com uma afável sotaque do Norte, o que sabe optimamente. A decoração do espaço é rústica e confortável, criando um ambiente acolhedor. As entradinhas são irresistíveis. Depois chega o prato principal, a famosa francesinha, no prato de barro, onde foram ao forno de lenha. Gostámos imenso! Foi a primeira vez que comemos francesinha em forno de lenha e o resultado é excelente. O molho não foi o melhor quer experimentámos até hoje, mas é bastante razoável. As batatas fritas são caseirinhas, o que é sempre bom!

IMG-20160402-WA0000.jpg

IMG-20160402-WA0001.jpg

Para quem não for apreciador de francesinha (se é que isso é possível), há outras opções na ementa.

A refeição fica a cerca de 15 euros por pessoa.

No final é sempre oferecido o licor da casa aos clientes.

IMG-20160402-WA0003.jpg

Brindemos então ao Tappas Caffé!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00

Um jantar no T'Chef

por Os bloggers, em 17.03.16

Já andávamos para conhecer o T'Chef há uns tempos.

Estávamos curiosos, pelos comentários positivos dos amigos e pela excelente pontuação que tem no Zomato.

O T'Chef localiza-se em Telheiras, muito perto da Biblioteca Orlando Ribeiro e do Metro de Telheiras, numa zona simpática da cidade de Lisboa.

604176_483713298358762_668168812_n.jpg

 

Chegou há poucos dias a oportunidade de conhecer o espaço, num agradável jantar de amigos.

O espaço por dentro é acolhedor, confortável e moderno, características que não se adivinham de fora. Uma agradável surpresa! A carta é apresentada dentro da capa de um disco que nos remete para a infância. Original!

IMG-20160316-WA0007.jpg

IMG-20160316-WA0008.jpg

 

Já após estarmos instalados e enquanto passávamos os olhos pela ementa, decidimos em unanimidade escolher o menú de degustação.

Fomos assim brindádos com:

 

- Peixinhos da horta

IMG-20160316-WA0006.jpg

 

- Carpaccio de vitela

IMG-20160316-WA0000.jpg

 

- Lombo de sardinhas de tomate

IMG-20160316-WA0005.jpg

 

- Ravioli de tomate com codorniz e bolo de alheira

IMG-20160316-WA0001.jpg

 

- Espadarte com nhoqes e mangericão

IMG-20160316-WA0004.jpg

 

- Risotto de pato

IMG-20160316-WA0003.jpg

 

- Bloco cremoso de chocolate com gelado de oreo

IMG-20160316-WA0002.jpg

 

A refeição foi agradável, alguns pratos surpreenderam pela positiva (como os dois primeiros e a sobremesa), o lombo de sardinhas de tomate marcou pela negativa (frio e com muitas espinhas) e os restantes pratos foram medianos.

 

Gostámos da refeição, mas ficámos com a sensação de que não correspondeu à expectativa, que era grande pelas descrições que nos levaram até lá. Ficámos na dúvida, seria a expectativa demasiado alta ou tivemos azar com a confecção de algumas iguarias naquele dia?

Um ponto positivo a destacar, foi o facto de um dos elementos ser vegetariano e o T'Chef ter disponibilizado um menú de degustação adaptado para essa pessoa.

 

O jantar ficou por 30 euros por pessoa.

Bom apetite!

 

 Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:05

Viagem ao Nepal pelos sentidos

por Os bloggers, em 02.03.16

Nestes dias de chuva e frio só nos apetecia fugir para lugares paradisíacos, mas não foi o caso desta vez!

Decidimos que devíamos aquecer o corpo e alma com aromas bem fortes, a escolha foi a Casa Nepalesa, perto da Gulbenkian em Lisboa, e o resultado foi uma noite bem quentinha, pelo menos a língua ferveu durante uns largos momentos!

 

O grupo era grande e arriscámos ir sem reserva, algo que não aconselhamos para grupos superiores a 4 pessoas. Mas tivemos sorte, aguardámos cerca de 15 minutos e conseguimos uma mesa.

DSC_0089.jpg

DSC_0091.jpg

 

Enquanto esperávamos pela mesa pudemos apreciar o espaço, a sala não é muito grande mas tem uma decoração muito sóbria, com mobiliário escuro, paredes em pedra e algumas decorações tradicionais da cultura, pormenores que a tornam muito acolhedora.

 

DSC_0086.jpg

DSC_0087.jpg

 

Depois de sentados, o atendimento é bastante rápido e atencioso, se tivermos dúvidas sobre algum prato ou sobre a dose de picante que devemos pedir, o funcionário tira todas as dúvidas e ainda brinca um pouco com a nossa cara ao provar o picante .

Nas entradas ficámo-nos pelo Lasuna Roti (pão com alho) e o Khursani Roti (pão com malagueta verde e gengibre), este último é picante e para quem não está habituado já faz correr uma lágrima no olho.

 

DSC_0093.jpg

 

Os pratos principais foram um Paneer Masala (vegetariano), umas gambas Badami Jhinge Machha, um frango Kukhura Ra Bhuikatahara e um javali Bandel Ko Maasu Ta Kurilo. Todos os pratos estavam no geral deliciosos, no entanto, destacamos o prato de javali pela positiva, com a carne bastante tenra e saborosa; mas damos um ponto negativo às gambas, que para além de serem poucas, o sabor também não estava no ponto.

 

DSC_0094.jpg

IMG-20160228-WA0002.jpg

 

Para acompanhar estas iguarias as escolhas foram o Lassi de Manga e a cerveja típica Khukuri. Neste caso também temos um pequeno apontamento a fazer ao Lassi, estava delicioso mas um pouco espesso tornando-se ligeiramente complicado de beber.

 

DSC_0092.jpg

 

Para terminar esta "viagem", a sobremesa eleita foi a Aam Baraf, um gelado de manga com pistacho que nos é apresentado em forma de pirâmida com uma fisális no topo. Foi uma excelente escolha, estava delicioso e ajudou a acalmar o picante que teimava em não desaparecer do paladar.

 

DSC_0101.jpg

O jantar fica a cerca de 35 euros para duas pessoas.

Adorámos a experiência e vamos repetir de certeza, o menú de degustação ficou-nos no olho e quando o assunto é comida, a curiosidade é que manda!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:30

Mangiamo una pizza al ristorante Mercantina?

por Os bloggers, em 12.02.16

Fomos finalmente conhecer a Mercantina!

A Mercantina é um dos restaurantes de comida Italiana mais conceituados de Lisboa, onde podemos deliciar-nos com uma tradicional pizza ou massa.

 

DSC_0058.jpg

 

Como amantes de boa comida era uma falha ainda não conhecermos! Bem, mas há uma explicação, a comida italiana não está no topo das preferências da XX, por isso perdemo-nos mais por outras paragens.

Mas agora já podemos dizer que fomos à Mercantina e que aprovámos, mas não a 100%.

DSC_0056.jpg

 

Há duas Mercantinas em Lisboa - Alvalade e Chiado. Fomos conhecer a de Alvalade, que fica na parte externa do Centro Comercial de Alvalade, muito perto do Metro. É uma espaço amplo, acolhedor e muito agradável. Os funcionários são simpáticos e o chefe de sala está sempre atento. Fomos durante a semana e o restaurante estava cheio!

 

Escolhemos a Pizza Mercantina (tomate, mozzarella, fiambre, salame picante, cogumelos frescos, parmesão) e a Pizza Sfiziosa (tomate, mozzarela, flor de leite, pecorio picante, salsicha fresca, ovo e mangericão). A Pizza Mercantina tem um sabor bastante agradável, a Sfiziosa tem tudo para ser uma óptima pizza, mas no nosso caso revelou-se uma escolha menos feliz, precisava de um pouco mais de tempo no forno, o ovo que leva ao centro estava praticamente cru e clara de ovo crua não é muito agradável.

DSC_0057.jpg

IMG-20160211-WA0000.jpg

 

Ficámos com curiosidade em experimentar o Spaghetti al Nero di Seppia con Gamberi e Salsa di Crostacei Profumata alla Vaniglia (Spaghetti com tinta de choco, bisque aromatizado com baunilha e camarões salteados) e o Linguini alle Vongole con Peperoncino, Aglio e Coriandolo e Bottarga de Muggine (Linguini com amêijoas, malagueta, alho, coentros e ovas de tainha secas). Ficará seguramente para uma próxima visita.

 

No que toca a sobremesa, decidimos partilhar um Tiramisú Clássico, este Tiramisú merece toda a nossa atenção, pois foi o melhor tiramisú que comemos até hoje. Divinal!

 

DSC_0060.jpg

 

Em suma, a Mercantina de Alvalade é um espaço muito agradável para um jantar a dois ou com um grupo de amigos. Não foram as melhores pizzas que já comemos, mas aconselhamos e voltaremos pela qualidade do espaço e do serviço. 

A refeição fica a cerca de 18-20 euros por pessoa.

Buon appetito!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


Mais sobre mim

foto do autor


Sigam-nos


O melhor blog do mundo


Instagram




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Links

  •  




  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.