Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Melhor Blog do Mundo

Porque as coisas boas da vida têm mais sabor quando são partilhadas...

O esquecido Mosteiro de Santa Maria de Seiça

06.04.16 | Os bloggers

O Mosteiro de Santa Maria de Seiça foi erguido por volta de 1162, no reinado de Dom Afonso Henriques, no centro de Portugal, mais propriamente em Seiça, muito perto da Figueira da Foz.

DSC01105.jpg

No reinado de D. Sancho I os estabelecimentos da Ordem de Cister sofreram uma drástica redução restando apenas duas filiações, uma em Alcobaça e outra no Mosteiro de Santa Maria de Seiça, passando este último a albergar uma comunidade de Monges Brancos. Após um período conturbado no reinado de D. João III, entre os Séculos XVI e XVII sofreu obras e passou a albergar o centro de estudos filosóficos da Ordem de Cister.

 

Entretanto no início do século passado, caía a monarquia e iniciava-se um futuro muito incerto para este importante monumento. O Mosteiro foi vendido a privados e estes novos proprietários transformaram-no numa unidade industrial de descasque de arroz, a qual terá terminado a sua laboração por volta de 1976. Ainda são visíveis alguns vestígios dessa transformação.

DSC01045.jpg

DSC01050.jpg

DSC01061.jpg

Ainda em 1834, depois da extinção das Ordens Religiosas, as talhas e os retábulos pétreos foram removidos e dispersos por várias igrejas do concelho.

Hoje o que vemos é um monumento e uma antiga unidade indústrial em ruínas. O Convento outrora ocupado monges e frades, é hoje habitação exclusiva de várias famílias de cegonhas.

DSC01039.jpg

 

DSC01035.jpg

DSC01032.jpg

DSC01069.jpg

DSC01075.jpg

No cimo do edifício crescem arbustos e existem ninhos estrategicamente colocados.

Ouve-se o silêncio da natureza, quebrado pelo vôo livre das cegonhas e de quando em quando pela passagem de comboios na linha do oeste.

DSC01057.jpg

DSC01091.jpg

DSC01077.jpg

DSC01080.jpg

A entrada no monumento está vedada por razões de segurança.

Em 2002 o Convento de Santa Maria de Seiça foi classificado como Imóvel de Interesse Público e em 2004 celebrou-se a escritura de compra do Mosteiro de Seiça por parte da Câmara Municipal da Figueira da Foz. O desejo de recuperação do monumento é grande, mas a verbas são demasiado avultadas para poderem ser asseguradas apenas pelo município.

DSC01099.jpg

DSC01024.jpg

Gostaríamos imenso que o Convento de Seiça recuperasse o encanto de outrora, podendo estar disponível para uso de todos nós, como Monumento ou quem sabe como uma pousada de charme.

DSC01109.jpg

Fonte da história: Wikipedia 

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

18 comentários

Comentar post