Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




São Miguel em 2 dias e meio

por Os bloggers, em 29.12.15

No início do mês de Dezembro fizemos uma viagem relâmpago à Ilha de São Miguel nos Açores.

A viagem foi decidida em cima da hora, com o intuito de quebrar a rotina, fazendo um fim de semana prolongado. Soube muito bem!!! Já calculávamos que os Açores fossem fantásticos e que a viagem fosse saber optimamente, mas conseguiu superar todas as expectativas!

DSC09224.jpg

Há mesmo sítios fantásticos por este nosso Portugal!

Com os voos low-cost e mesmo comprando a viagem apenas com 4 dias de antecedência, a dita cuja ficou por 75 euros (sim, tivemos muita sorte!). Fomos na Ryanair, saímos da Portela às 10h de uma Sexta e voltámos às 17h de Domingo. Perfeito!

Apesar de ser Dezembro, o São Pedro colaborou com os planos de viagem e o tempo esteve bastante razoável (Sol na Sexta e Sábado, chuva no Domingo).

 

Reservámos quarto no Lince Azores Great Hotel em Ponta Delgada e um carro na Rent a Car Flor do Norte. As 2 noites no Lince Hotel em quarto duplo e APA ficaram por 130 euros (review detalhada do hotel). O carro, um magnífico Fiat Panda (que se portou lindamente), ficou por 84 euros, com recolha e entrega no aeroporto.

Em relação ao nosso circuito, deixamos de seguida todas as dicas. :)

 

Dia 1:

- Recolha do carro no aeroporto por volta das 11:30, após aterrar e atrasar os relógios 1 hora. Malas na bagageira e início da viagem em direcção à Lagoa das Sete Cidades, parando em vários pontos de interesse, que descrevemos cronologicamente.

- Miradouro do Canário: este é um local mágico, absolutamente imperdível e com uma beleza ímpar. Enche o olhar e reconforta a alma! É sem dúvida um dos melhores postais de São Miguel.

DSC09253.jpg

- Vista do Rei - Sete Cidades: deste miradouro podemos admirar uma vista magnífica da Caldeira das Sete Cidades, com destaque para as Lagoas Verde e Azul. Esta caldeira tem um diâmetro de cerca de 5km e uma profundidade máxima de 400m. Atrás de nós, consumido pelo abandono, mas ainda assim imponente, ergue-se o que resta do Hotel Monte Palace Açores (impossível não destarcarmos um post dedicado exclusivamente a este local, no nosso Portugal Escondido - prometido!).

DSC09272.jpg

- Sete Cidades: depois de passar na Vista do Rei descemos em direcção à freguesia das Sete Cidades, onde almoçámos junto à Lagoa Azul, no espaço Green Love. Comemos um prego em bolo lêvedo, com umas batatinhas fritas, que nos souberam muito bem.

 

- Ponta da Ferraria: este local é uma formação geológica de origem vulcânica localizado na freguesia de Ginetes, com uma complexo termal e piscinas naturais, onde é possível nadar no mar em água quente. Como era Dezembro não nos atrevemos a entrar no mar, mas encontrámos alguns banhistas bem satisfeitos.

DSC09344.jpg

- Miradouro da Ponta do Escalvado: localiza-se também na freguesia de Ginetes, avistando-se a Ponta da Ferraria e os Ilhéus dos Mosteiros. Famoso pelo magnífico pôr do Sol.

DSC09350.jpg

- Mosteiros: trata-se de uma pitoresca freguesia no Noroeste de São Miguel, com um porto de pesca e umas piscinas naturais que atraem muitos turistas.

DSC09361.jpg

- Capelas: bonita vila na encosta Norte da ilha, conhecida pela sua antiga tradição baleeira. Nesta vila subimos ao Miradouro da Vigia.

DSC09374.jpg

- Seguimos para Ponta Delgada, onde fizemos check-in no hotel. Recuperámos energias e fomos em busca da Casa do Bife O Galego, uma famosa casa de bifes da cidade. Pedimos um bife e uma costeleta de novilho. A carne era suculenta e tenra, com um sabor ímpar. Percebemos de imediato o porquê da fama dos bifes Açoreanos. Recomendamos vivamente! Como complemento da refeição pedimos um queijo de São Jorge para entrada e bebemos a Kima e a Laranjada, as bebidas típicas à base de maracujá e laranja. Para sobremesa tivemos de pedir o famoso ananás dos Açores. Óptimo! Ah! Façam reserva... Nós não fizemos, mas fomos novamente brindádos pela sorte. A refeição ficou a cerca de 13 euros por pessoa.

 

Dia 2:

- Saímos de Ponta Delgada em direcção à Ribeira Gande, uma bonita cidade no Norte de São Miguel. É uma cidade cheia de harmonia e com uma identidade própria. Encontram-se várias fachadas emblemáticas, nomeadamente de bonitas igrejas. À beira mar respira-se a liberdade do Atlântico, muito concretamente junto à praia e piscinas. Na Ribeira Grande visitámos a conhecida Fábrica de Licores Mulher de Capote.

DSC09398.jpg

DSC09404.jpg

- Após sair da Ribeira Grande o plano era subir a encosta do Vulcão do Fogo. Percebia-se que lá em cima estava nevoeiro, por isso decidimos visitar primeiro as fábricas de Chá Gorreana e Chá Porto Formoso, bem como o Miradouro de Santa Iria. Gostámos imenso de conhecer as fábricas de chá artesanal do Açores e teremos sem dúvida que lhes dedicar um post exclusivo.

IMG_20151205_125200.jpg

DSC09470.jpg

- O nevoeiro no topo dos montes começou a dissipar-se e seguimos a nossa viagem. Parámos no Salto do Cabrito. Um sítio mágico, com uma cascata natural. Lindo!

DSC09477.jpg

DSC09487.jpg

- Caldeira Velha: o Centro de Interpretação Ambiental da Caldeira Velha localiza-se na vertente Norte da Serra de Água de Pau, na periferia da reserva natural da Lagoa do Fogo. A flora produz um ambiente exótico e as manifestações vulcânicas compõem o cenário idílico, com uma cascata, fumarolas e uma piscina (poça) natural de água quente. O valor da entrada é de 2 euros para adultos.

DSC09491.jpg

DSC09496.jpg

- Lagoa do Fogo: o Vulcão do Fogo deu forma ao grande maciço vulcânico da Serra de Água de Pau e na caldeira vulcânica nasceu a bonita Lagoa do Fogo, com cerca de 3km de maior diâmetro e rodeada por vegetação endémica. Imperdível!

DSC09511.jpg

- Rumámos em direcção às Furnas pela vertente Norte da ilha. A primeira paragem foi no Miradouro do Pico do Ferro. Deste miradouro apreciámos a deslumbrante beleza do Vale das Furnas.

 

DSC09534.jpg

- Lagoa das Furnas: é nas Furnas que a actividade vulcânica de São Miguel se manifesta com todo o seu esplendor. Nas margens da Lagoa das Furnas confecciona-se o famoso  Cozido das Furnas, que depois vai para os restaurantes da vila. O acesso é pago, mas baratinho - 50 cêntimos por pessoa e 20 cêntimos por cada 15 minutos de parqueamento de carro. Muito bonito!

DSC09528.jpg

- Fumarolas das Furnas: na vila das Furnas podemos visitar livremente as diversas fumarolas e caldeiras, bem como várias nascentes de águas termais. O cheiro a enxofre domina o ar ambiente e o vapor e água a borbulhar da terra completam a paisagem invulgar, mas esplendorosamente bela. A água que brota das fontes é gaseificada e cada uma com um aroma especial.

DSC09543.jpg

DSC09561.jpg

- Poça da Dona Beija: este é sem dúvida um paraíso escondido. O espaço é constituído por 5 piscinas / poças, onde podemos ir a banhos quentes (mesmo quentes!). Nasceu de um conjunto de nascentes férreas e quentes associados a fenómenos de vulcanismo do Vulcão das Furnas. A água atinge a superfície a cerca de 40ºC.  A entrada fica a 3 euros por pessoa, baratíssimo para a experiência vivida. Esta foi talvez a maior surpresa de toda a viagem, que recordamos com uma grande prazer!

DSC09605.jpg

- Nas Furnas fizemos um almoço tardio / lanche no Restaurante Miroma, onde degustámos o Picado Regional, à base de vários enchidos da zona, seguido de umas queijadas de Vila Franca do Campo. Ao jantar fomos ao Tonys, onde comemos um saudável bife de atum e para sobremesa um pudim de ananás. Estes 2 restaurantes são os principais espaços das Furnas que servem o típico Cozido das Furnas. Como não somos fãs de cozido e a lista era tão variada, escolhemos outras opções. As refeições ficaram a cerca de 12 euros por pessoa.

- Ainda nas Furnas, ficou por visitar o Parque Terra Nostra, também com uma piscina / poça natural de águas termais e um bonito jardim botânico (entrada 6 euros). O tempo não deu para tudo, mas da próxima vez queremos visitá-lo e até quem saber pernoitar no apelativo hotel em anexo - Terra Nostra Garden Hotel.

 

Dia 3:

- Após o pequeno-almoço fizemos check-out e fomos directos a Vila Franca do Campo, na costa Sul da ilha, onde admirámos o seu famoso Ilhéu (conhecido pelo Red Bull Cliff Diving Portugal) e demos um pequeno passeio pelo centro da vila.

DSC09615.jpg

DSC09617.jpg

DSC09618.jpg

- A próxima paragem foi em Fajã de Baixo, onde visitámos a Plantação de Ananases Augusto Arruda e podemos conhecer um pouco desta plantação. Interessante!

DSC09629.jpg

DSC09632.jpg

- Voltámos a Ponta Delgada para visitar a cidade e os seus principais pontos de interesse - as emblemáticas Portas da Cidade Igreja Matriz, Convento de Nossa Senhora da Esperança (apenas a fachada, porque estava fechado), Forte de São Brás e a Ermida de Nossa Senhora Mãe de Deus. Para a despedida tivemos novamente de almoçar uma costeleta de novilho açoreano, entrámos no restaurante Aliança, literalmente cativados pelo agradável cheiro dos cozinhados. A refeição voltou a ser óptima e a ficar por volta dos 12 euros por pessoa.

 DSC09663.jpg

DSC09668.jpg

DSC09680.jpg

DSC09671.jpg

 

Ficou por visitar o Nordeste de São Miguel, conhecidos pelas suas escarpas verdejantes, com bonitos miradouros e cascatas. Ficou também o desejo de explorar o mar Açoreano com a sua fauna e flora muito características, bem como as restantes ilhas. Vamos seguramente voltar!

 

Podem consultar nos links em baixo outros roteiros feitos por nós nos Açores:

Um dia no Faial

Vulcão dos Capelinhos

Escapadinha na Terceira em 2 dias e meio

 

 Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00


33 comentários

Imagem de perfil

De Maria das Palavras a 30.12.2015 às 09:38

Obrigada por partilhares! Vou guardar este belíssimo guia, quem sabe para ma escapadinha igual (ou parecida).
O que mudarias, se pudesses? Terias deixado alguma coisa de fora, mudado de hotel, etc...
Imagem de perfil

De Os bloggers a 31.12.2015 às 10:00

Olá, durante os próximos dias vamos colocando mais alguns post's com pormenores sobre a escapadinha, já está online o post do hotel aqui http://www.omelhorblogdomundo.pt/cama-emprestada-the-lince-azores-great-61247 .
Este post inicial serve mais para roteiro rápido de consulta
Sem imagem de perfil

De Carlos a 30.12.2015 às 11:17

Obrigado pela apreciação feita à ilha de S. Miguel.
Como micaelense fico muito feliz por verificar que visitantes levam daqui boas impressões e, sobretudo, a vontade de voltar.
Voltem, pois. Há muito ainda por descobrir.
Imagem de perfil

De Os bloggers a 31.12.2015 às 10:01

Ficámos mesmo rendidos à beleza natural e à simpatia das pessoas, sem dúvida que a vontade de voltar é enorme! Ainda temos muitas ilhas para explorar
Imagem de perfil

De A senhora do gatinho a 03.01.2016 às 01:32

Fazer a viagem de barco (barquinho lol) para o ilhéu de Vila Franca e passar lá o dia a tomar banho e apanhar sol (convém já estar um pouco bronzeado porque aquilo queima a valer) é, na minha opinião, das melhores experiências que se pode ter cá na ilha, mas só dá no verão :)
Imagem de perfil

De Os bloggers a 03.01.2016 às 16:17

Sem dúvida que deve ser uma experiência fantástica, mas a que tivemos na Poça da D. Beija também não nos sai da cabeça, que belo final de dia que lá passámos
Em Vila Franca ficámos tristes por não encontrar o caminho para a Ermida de Nossa Senhora da Paz
Imagem de perfil

De Charneca em flor a 03.01.2016 às 15:19

Viagem muito bem detalhada. Adorei os Açores, já lá vão uns anos desde que lá passei uns dias maravilhosos. Bom Ano, com muitas viagens.
Imagem de perfil

De Os bloggers a 03.01.2016 às 16:15

Obrigado e igualmente
Ah e agora com tantas viagens para Ponta Delgada, não há desculpa para não repetir esses dias maravilhosos
Sem imagem de perfil

De Crónicas de um açoriano a 03.01.2016 às 15:21

Para uma viagem relâmpago fizeram as melhores opções e conseguiram visitar muitos dos principais pontos de interesse da ilha.
Claro que ainda há mais para ver, para já não falar nas restantes 8 ilhas do arquipélago.
Seja como for, é sempre satisfatório receber um feedback tão positivo da nossa terra. Obrigado.
Imagem de perfil

De Os bloggers a 03.01.2016 às 16:10

É verdade, o tempo também ajudou e a chuva só apareceu no domingo depois de almoço o que nos permitiu cumprir com o plano previsto. O regresso está nos nosso planos
Imagem de perfil

De Seda e Caxemira a 03.01.2016 às 22:50

Fiquei cheia de vontade de ir conhecer!
Imagem de perfil

De Os bloggers a 04.01.2016 às 18:31

É só aproveitar essa vontade e partir à aventura, por nós, recomendamos a 200% e não se vai arrepender nadinha
Imagem de perfil

De Carolinaa a 03.01.2016 às 23:18

Tiveram imensa sorte com o tempo. Uma visão muito bonita da minha ilha... E haveria muito mais pra ver e explorar! :)
Imagem de perfil

De Os bloggers a 04.01.2016 às 18:35

Nós ficámos com a sensação disso, por um lado apetecia-nos sair do "circuito" e explorar, mas para a primeira vez e com o tempo curto tinham que ser os locais "da praxe". Da próxima esperamos ir com mais tempo e explorar cantinhos que não estão nos guias turísticos
Imagem de perfil

De Chica a 04.01.2016 às 00:26

Como açoriana senti-me muito orgulhosa de ver quem apreciam o nosso arquipélago! É realmente um sítio lindo e com pequenos paraísos :)
Imagem de perfil

De Os bloggers a 04.01.2016 às 18:41

Olá Chica, nós é que agradecemos a forma tão calorosa como nos recebem aí na vossa terra e por tratarem tão bem desse vosso cantinho para nos proporcionar viagens destas
Sem imagem de perfil

De Joao a 04.01.2016 às 04:59

Sim nordeste considerado a 10¤ ilha dos Açores tem um parque mágico chamado Ribeirs dos caldeiroes repleto de cascatas e alguns lagos :-)
Imagem de perfil

De Os bloggers a 04.01.2016 às 18:47

Não nos escapa na próxima visita
Imagem de perfil

De marrocoseodestino a 16.01.2016 às 04:41

Estou deslumbrada!

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Sigam-nos


O melhor blog do mundo


Instagram




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.