Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A magia das salinas

por Os bloggers, em 08.08.17

Não é novidade que gostamos de salinas, quer para dar um passeio e relaxar, quer para disparar uns cliques. O cenário é bonito e muito tranquilo! Quase mágico!

No ano passado fomos a banhos numa salina em Aveiro e já este ano andámos a descobrir os caminhos de Alcochete, onde não faltou também um passeio pelas Salinas do Samouco.

DSC00427.jpgDSC00452.jpgDSC00444.jpg

No último fim de semana, e enquanto as férias teimam em não chegar, decidimos dar um passeio nas Salinas da Figueira da Foz. Desta vez ficámos a conhecer um pouco mais acerca da salicultura, ao descobrir a Quinta da Salina do Morro e o sr. Carlos, que simpaticamente nos falou um pouco acerca da arte de explorar sal - a sua profissão e paixão. Fica prometido para breve uma merecida descrição acerca do local.

DSC00455.jpgDSC00457.jpg

As salinas da Figueira da Foz brindam-nos também com uma fauna e flora muito características e não é raro avistarmos grandes famílias de flamingos, como nos aconteceu há uns tempos atrás. Estão recordados? Não? Ora, cliquem aqui. Muito bonito!

DSC00478.jpgDSC00487.jpg

E vocês, conhecem algumas salinas? Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Fomos a banhos numa salina

por Os bloggers, em 07.09.16

Verdade, verdade verdadinha! Fomos a banhos numa salina!

É novidade, passámos perto e fomos experimentar!

DSC04971.jpg

A empresa Cale do Oiro, em Aveiro, decidiu dinamizar a zona das salinas de Aveiro, construindo uma piscina salgada e um spa salínico. O fundo da piscina está revestido por lama natural das salinas e a elevada concentração de sal promete fazer flutuar como no Mar Morto.

DSC04994.jpg

No local é possível então desde o passado mês de Julho tomar banhos salgados e enlameados, fazer massagens, adquirir sal e produtos à base de flor de sal (desde temperos culinários a sabonetes), bem como efectuar uma visita guiada pelas Marinhas.

DSC04975.jpg

O complexo funciona das 10 às 19 horas e a entrada é 2 euros para os banhos e 4 euros para banhos e visita guiada.

Fomos lá durante a semana e por volta das 16 horas. Estava cheio, mas sem lotação esgotada. Conseguimos um espaço no pequeno areal para "estacionar" as toalhas.

DSC04984.jpg

A piscina salgada tem uma zona com menos profundidade com o chão em madeira (a água ficava abaixo do joelho) e a zona mais profunda fica pouco abaixo da cintura. A água é escura, porque o fundo é enlameado - a tal lama natural nas salinas (a sensação é semelhante a pisar pedras revestidas com gelatina - verdade!). Muitos dos banhistas besuntavam-se por completo com a tal lama, que depois deixavam secar ao Sol - é uma imagem caricata (conseguem imaginar?).

DSC04983.jpgDSC05031.jpg

Nós besuntámos as pernas e molhámo-nos até à cintura. Mais não conseguimos, a cor da água e o cheiro da lama deixaram-nos um pouco apreensivos, até porque tivemos receio de haver uma grande fila para passar nos chuveiros no final. Ah! E nunca estivemos no Mar Morto, mas não nos pareceu de todo que se flutuasse como no Mar Morto.

Numa outra extremidade do complexo havia uma segunda piscina, mais pequena e com água pelo tornozelo, sem lama... E nesta sim, notámos o elevado teor de sal. No entanto, dava apenas para esfoliar os pés.

DSC05014.jpgDSC05012.jpg

No trajecto entre as duas piscinas apreciámos a beleza das salinas.

DSC04993.jpgDSC05030.jpgDSC05005.jpgDSC05043.jpg

Aconselhamos uma visita à salinas, por ser uma actividade diferente e uma zona com paisagens peculiares. Os banhos na piscina são no mínimo diferentes e não agradam a todos... Se decidirem ir a banhos levem roupa velha, porque a lama mancha a sério. Deixem o carro para trás da zona da pequena estrada de acesso à salina, porque quando a maré sobe invade a estrada e para veículos mais baixos torna-se intransitável.

Foi uma experiência engraçada, por ser diferente e permitir ver de perto as salinas, mas não ficámos com grande curiosidade de voltar para banhos - a água escura (preta!) e o cheiro da lama (por mais terapêutica que possa ser) deixaram-nos pouco à vontade para usufruir da piscina.

DSC05061.jpgDSC05060.jpg

Bons banhos salgados!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

No berço da Vista Alegre

por Os bloggers, em 28.06.16

Já todos ouvimos falar da Vista Alegre, aqui e além fronteiras. É uma marca portuguesa que muito nos orgulha!

Fundada em 1824, por José Ferreira Pinto Basto, a Fábrica de Porcelana da Vista Alegre foi a primeira unidade industrial dedicada à produção da porcelana em Portugal. Pinto Basto começou por adquirir, em 1812, a Quinta da Ermida, perto de Ílhavo e da Ria de Aveiro. Em 1816 comprou a Capela da Vista Alegre e terrenos envolventes, tendo aí instalado a Fábrica da Vista Alegre.

IMG-20160610-WA0014.jpg

Em 1824, José Ferreira Pinto Basto apresentou uma petição ao Rei D. João VI para “erigir para estabelecimento de todos os seus filhos, com igual interesse, uma grande fábrica de louça, porcelana, vidraria e processos químicos na sua Quinta chamada da Vista-Alegre da Ermida”.

O complexo da Vista Alegre foi re-qualificado em 2015 e hoje podemos visitar o Museu, a Capela de Nossa Senhora da Penha de França, o Teatro, jardins, cafetaria e 3 lojas - Loja Vista Alegre (com a elegância de um museu!), o outlet Vista Alegre (um mundo de oportunidades, uma perdição) e a Loja Bordalo Pinheiro (genuinamente portuguesa e cheia de cor!). Para além do Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel (que ocupa o antigo palácio residencial) e da Fábrica.

IMG-20160610-WA0012.jpg

Passámos recentemente, e quase sem contar, no complexo da Vista Alegre, apenas conseguimos visitar as lojas, mas ficámos maravilhados!

IMG-20160610-WA0013.jpg

Adorámos a harmonia e história do local... Vamos voltar seguramente para conhecer o Museu, a Capela, a Fábrica e, claro, o Hotel!

IMG-20160610-WA0010.jpgIMG-20160610-WA0011.jpg

Ah! Descobrimos que no próximo fim de semana, de 1 a 4 de Julho, decorrem as festas em honra de Nossa Senhora da Penha de França, no largo da Vista Alegre, com vários eventos (programa aqui) e grandes descontos da marca.

IMG-20160610-WA0015.jpg

Aproveitem!

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

O hotel da mais fina porcelana

por Os bloggers, em 11.11.15

Hotel e porcelana conjugados na mesma frase só pode ter um significado - Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel.

Soa bem, não soa?

IMG_REG911_8250.jpg

Este empreendimento hoteleiro da Vista Alegre Atlantis, integra o plano de reestruturação do actual Museu, Capela, Teatro e parque industrial da Vista Alegre, enquanto centro cultural, palco de sonho para todos os apreciadores da indústria da porcelana, visando promover e mostrar o inegável património da Vista Alegre, aqui e além fronteiras.

IMG_REG911_5217.jpg

O Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel tem 83 quartos, incluindo 6 suites, restaurante, salas de conferências, piscina interior e exterior, spa, sauna, banho turco e jacuzzi, bar, esplanada, sala multiusos, espaço para a realização de cocktails e eventos junto à ria e parque de estacionamento privativo. Muito promissor!

IMG_REG387_9688.jpgIMG_REG387_7070.jpgIMG_REG383_3138.jpgIMG_REG388_7698.jpg

Na zona do Hotel podemos visitar:

- Palácio e Capela: datam do século XVII e estão integrados na construção do Hotel.

- Museu da Vista Alegre: nasceu nos primórdios da empresa, tendo um local próprio desde 1964, com novas instalações este ano.

- Fábrica da Vista Alegre: iniciou a sua actividade em 1824 e não mais parou de crescer (como todos orgulhosamente sabemos!).

- Teatro: nasceu em 1826, com várias remodelações ao longo dos anos, a última este ano.

- Bairro Operário da Vista Alegre.

Vários jardins envolvendo todo o complexo.

Nós ficámos cheios de vontade de preparar as malas para um fim de semana de descanso, e vocês?

 

Morada:

Lugar da Vista Alegre
3830-292 Ílhavo - Portugal

Website: http://www.hotelmontebelovistaalegre.pt/?lang=pt

 

(Fonte das fotos: site oficial)

 

  


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Cama Emprestada | Hotel Curia Palace

por Os bloggers, em 15.04.15

O centro de Portugal está na moda!

E porque não aproveitar um fim-de-semana primaveril ou uns dias de férias para desfrutar desta região de Portugal?

 

Nós estivemos por lá e temos uma sugestão hoteleira para vos fazer, assim sendo hoje vamos apresentar-vos o Hotel Curia Palace, um hotel cheio de história e com muita magia!

 

Trata-se de um edíficio imponente, histórico, harmonioso, que nos recebe através de um magnífico jardim, onde não falta um lago com cisnes, as rosas e as sebes geométricas... Se fecharmos os olhos, quase nos podemos imaginar nos anos 20, a ser recebidos com toda a pompa e circunstância... Foi assim que nos sentimos! Se a entrada é assim, esperem para ver o resto...

DSC00795.jpg

DSC00784.jpg

DSC00911.jpg

DSC00905.jpg

Fachada e jardins

 

Mas comecemos pelo início...

O Hotel Curia Palace, com 4 estrelas, foi inaugurado nos frenéticos anos 20, mais concretamente em 1926... Era o maior hotel de Portugal e um dos maiores da Europa, com 400 quartos, estanto estrategicamente construído na Curia, zona de águas termais, entre Coimbra e Aveiro, o Atlântico e o Buçaco. Nos seus grandes salões ocorriam festas, jantares, chás dançantes, eventos desportivos...

 

A Curia era definitivamente o centro de Portugal, pelo que no ano de 1926 foi também inaugurada a estação de comboios da Curia onde todos os comboios que faziam o percurso Lisboa/Porto paravam.

Em 1934, foi construída no complexo hoteleiro aquela que foi a segunda piscina olímpica de Portugal e a piscina mais antiga actualmente em funcionamento.

DSC00783.jpg

A piscina

 

Quer mais motivos para ir ao Curia Palace? O Hotel mantém todo o charme e magia de antigamente, mas com o conforto dos dias de hoje. O hotel tem sido meticulosamente remodelado desde 2002, mas mantendo preciosos detalhes de outrora - pode ver a antiga central telefónica, o histórico elevador, escadarias cheias de lembranças, tectos e mobílias antigas, muitas fotografias... delicioso!

 

DSC00868.jpg Hall de entrada

 

DSC00786.jpg Hall de entrada

 

DSC00869.jpg Elevador

 

DSC00917.jpg Central telefónica

 

Os quartos não são grandes, mas são modernos, acolhedores e confortáveis, decorados com fotografias do hotel noutros tempos, fotografias cheias de vida, autênticos retratos falantes!

O salão do pequeno-almoço é dotado de uma beleza ímpar, respira-se história e requinte. E como senão basta-se, fomos brindados com um dos melhores pequenos-almoços buffet que provavelmente alguma vez degustámos!

O SPA é pequenino, mas moderno e com todos os recantos próprios de um SPA - piscina, jacuzzis, sauna, banho turco e salas de massagens. Puro relaxamento!

O exterior do hotel convida ao passeio entre as flores e arbustos do jardim, bem como pela zona da quintinha com animais, que fazem a delícia de miúdos e graudos.

 

DSC00863.jpgA capela

 

DSC00860.jpgSão muito meiguinhos

 

Bem perto do hotel temos a Mata da Curia, com circuitos pedestres e um lago com patos e carpas, respirando-se ar puro, em plena harmonia com a natureza. É também neste espaço que existem as famosas Termas da Curia.

 

DSC00807.jpgPonte de madeira que atravessa o lago

 

DSC00816.jpgGaivotas para passear no lago nos dias de calor

 

Depois do passeio, nada melhor do que dar um saltinho à Mealhada, que fica a apenas 3 Km, e deliciar-se com o belo do Leitão da Bairrada (mas existe melhor comida do que a portuguesa?!).

As tarifas são a partir de 65 euros. O Hotel faz várias campanhas para períodos especiais, esteja alerta!

Ai (suspiro!)!!! A nossa vontade é de voltar já para lá!

 

Website: http://www.curiapalace.com/

Facebook: https://www.facebook.com/curiapalace?fref=ts

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:57

Roteiro Doce - Os Ovos Moles de Aveiro

por Os bloggers, em 28.02.15

Os Ovos Moles de Aveiro são uma das maravilhosas heranças da doçaria conventual portuguesa, tendo sido incluídos pela Comissão Europeia na lista de denominações de indicações geográficas protegidas (IGP). Como o nome indica, são típicos de Aveiro, mas a sua fama é tão grande, que se podem encontrar em qualquer recanto deste nosso Portugal. Já Eça de Queirós os elogiava nos Maias!

 

Consta que até ao século XIX as freiras utilizavam as claras de ovo para engomar os seus hábitos. E o que fazer às gemas? Ora, doces conventuais, nem mais! É esta a origem de muita da doçaria conventual portuguesa e os Ovos Moles não são excepção! Felizmente que o segredo de tais iguarias saltou os conventos e foi perpetuando até aos dias de hoje.

 

Os Ovos Moles são feitos simplesmente com ovos e açúcar, minuciosamente misturados, obedecendo a um conjunto de procedimentos para que saiam perfeitos. Frequentemente são envoltos em hóstia (massa especial de farinha de trigo) e assumem a forma de conchas, amêijoas ou búzios... finamente selada com uma calda de açucar. O creme dos Ovos Moles pode também ser comercializado em pequenas barricas de madeira ou taças, com pinturas dos moliceiros de Aveiro. Deliciosos!

ovos-moles.jpgEm Aveiro há várias fábricas de Ovos Moles, que podem ser visitadas, dando a conhecer e a degustar estas pequenas maravilhas. E porque não ir até Aveiro, comer uns Ovos Moles e passear num moliceiro? Rima perfeita!

 

Se não conseguir ir até Aveiro e estiver perto de Lisboa, está com sorte! Muita sorte! Abriu a Casa dos Ovos Moles na Calçada da Estrela! Este espaço vem complementar um primeiro espaço do mesmo grupo, aberto no Mercado de Campo de Ourique, desde o início de 2014. Esta nova loja serve pequenos-almoços e lanches e abriu numa antiga drogaria, mantendo o chão e as montras originais. Para além dos Ovos Moles pode deliciar-se com outros doces conventuais, vinhos, licores e adquirir louça Bordallo Pinheiro. 

 

De que é que está à espera? Nós já estamos a caminho, encontramo-nos lá!

 

Website: https://www.facebook.com/casadosovosmolesemlisboa

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:06


Mais sobre mim

foto do autor


Sigam-nos


O melhor blog do mundo


Instagram




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D




subscrever feeds


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.