Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ainda por caminhos de Santiago

por Os bloggers, em 06.12.17

Como o prometido é devido, aqui fica o resto da nossa escapadinha por Santiago de Compostela.

Já vos falámos da magia da Catedral de Santiago de Compostela e de parte da sua história e segredos.

Apesar de efectivamente a Catedral ser o ex-libris da cidade, existem outros pontos de interesse.

 

- Santa Maria La Real de Sar:

Esta igreja fica a cerca de 15 minutos a pé do centro histórico da cidade. As suas origens remontam a 1136, quando se fundou a primeira comunidade Agustina da Galiza, tornando-se num importante cento eclesiástico da cidade.Da época medieval conserva-se grande parte do claustro. Quer no exterior, quer no interior, chama bastante atenção o facto dos pilares estarem inclinados, o que se deverá a deficiências na construção, associado à natureza pantanosa do terreno. Em anexo encontr-ae o Museu de Arte Sacra, com valiosas peças históricas e documentais.

DSC03438.jpgDSC03440.jpgDSC03445.jpgDSC03446.jpgDSC03448.jpg

 

- Parque da Alameda:

Trata-se de um bonito e agradável parque muito perto da Catedral e com bonitas vistas para a Catedral e para a parte mais moderna da cidade. É constituído por 3 sectores: o passeio da Alameda, a Capela de Santa Susana e o passeio da Ferradura. É desde o século XIX o ponto de referência mais importante para passeios e lazer de locais e turistas, um espaço muito acolhedor, uma espécie de salão natural.

DSC03449.jpgDSC03456.jpgDSC03460.jpgDSC03462.jpgDSC03466.jpgDSC03468.jpgDSC03472.jpg

 

- Mercado de Abastos:

Os mercados de nuestros hermanos têm todos um charme especial e este também não foge à regra. Não tem o mesmo encanto que La Boqueria em Barcelona ou que o mercado de Valência, mas não deixa de ser um espaço interessante para se visitar.

DSC03511.jpgDSC03510.jpgDSC03509.jpgDSC03508.jpgDSC03514.jpg

 

A nossa visita a Santiago de Compostela acabou com a visita ao mercado, depois de termos pernoitado duas noite em Santiago, Ainda era cedo, por isso calcurreámos alguns pontos de interessa da Galiza antes de voltar até Portugal.

DSC03522.jpg

Novidades em breve...

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Entre a Foz do Lizandro e a Praia das Maçãs

por Os bloggers, em 05.06.17

Um agradável passeio Domingueiro para quem está perto de Sintra é fazer o circuito entre a Foz do Lizandro e a Praia das Maçãs (ou vice-versa).

DSC09513.jpg

As paisagens são muito bonitas e se o dia for de Sol há que aproveitar as esplanadas viradas para o mar. Quando o calor chegar troquem as esplanadas pelo pezinho na areia!

A praia da Foz do Lizandro tem o maior areal do concelho de Mafra e uma bela paisagem que não se pode dissociar do Rio Lizandro, que ali desagua. As estruturas de apoio à praia foram renovadas recentemente, o que resulta num agradável espaço de lazer, com restaurantes e esplanadas muito apelativos.

DSC09510.jpg

Daqui seguimos até à quase secreta Praia da Samarra (caminho turbulento!), que é também a foz da Ribeira da Samarra. No topo Sul desta praia existiu na Idade do Cobre, há cerca de 4 mil anos, o povoado de Pedranta. No lado oposto foram descobertas gravuras rupestres Proto-Históricas e uma jazida pré-histórica com cerca de 100 indivíduos. O edifício branco que se vê na foto, é um moinho de maré privado recentemente restaurado.

DSC09520.jpgDSC09519.jpg

Daqui seguimos em direcção às Azenhas do Mar, fazendo uma breve paragem na Praia da Aguda.

DSC09523.jpgDSC09527.jpg

Azenhas do Mar, pertencente a Colares - Sintra, é um local pitoresco, harmonioso e que podia ter saído de um cenário de filme. O casario branco estende-se sobre a encosta e é quase beijado pelo mar, mar esse que termina num fantástica piscina natural sobre o areal. Durante a tarde o Sol ilumina a encosta e torna o cenário ainda mais bonito. Perdemo-nos a tirar fotos e a respirar a natureza!

DSC09533.jpgDSC09530.jpgDSC09544.jpg

Das Azenhas do Mar até à Praia das Maçãs foi um pulinho. Nesta última sentámo-nos a relaxar e a saborear um fresquinho gelado enquanto o sol se punha.

DSC09555.jpgDSC09552.jpg

Com este passeio, temos as baterias carregadas para mais uma semana!

Boa semana e bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Um passeio pela Arrábida

por Os bloggers, em 02.06.17

Querem respirar ar puro, por entre o verde da serra e o azul do mar, sentirem-se no topo do mundo e derrepente em belas e reconditas praias de encantar?

Parece díficil, mas não é... Basta darem um pulo até à Serra da Arrábida!

DSC09720.jpg

Do alto dos seus 501 metros de altura podemos apreciar a beleza das suas encostas... De um lado vê-se a imensidão do Atlântico, recortada por praias encantadas, como o Portinho da Arrábida, a Praia da Figueirinha, a recém eleita praia mais bonita da Europa, a praia dos Galapinhos, a muito famosa e de difícil acesso praia da Ribeira do Cavalo, entre outras. Do outro, o olhar estende-se até onde a vista alcança, nomeadamente até Lisboa.

DSC09282.jpgDSC09289.jpgDSC09716.jpgDSC09295.jpg

Por entre os seus segredos e construções destacam-se o Convento de Nossa Senhora da Arrábida (construído no século XVI e que foi outrora uma mosteiro Franciscano), o Cabo Espichel e o Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel, a 7ª Bataria do Outão , o Palácio da Comenda , o Forte do Outão e o Castelo de Palmela, os dois últimos já conhecíamos de outros passeios.

 

DSC09261.jpgDSC09277.jpgDSC09266.jpgDSC09455.jpgDSC09497.jpg

A Serra da Arrábida é também destino dos amantes de desportos como a Escalada, o Parapente, Asa Delta, Espeleologia, Trekking e o Soft Coasteering que permite visitar locais de difícil acesso, que na sua maioria só são acessíveis pela zona costeira da serra. Para a prática de Parapente e Asa Delta existem as rampas do Portinho, do Miradouro das Antenas e do Miradouro da Murteira.

DSC09279.jpg

Este destino é daqueles que gostaríamos de repetir vezes sem conta, mas no Verão, as enormes filas que se formam na Ponte 25 de Abril na ida e na volta, desencorajam-nos logo, no entanto é uma óptima sugestão para estes dias quentes de Primavera.

Bons passeios e bom fim de semana!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Caminhada pelo Paço do Lumiar

por Os bloggers, em 11.05.17

No último fim de semana decidimos fugir dos principais pontos de atracção turística da cidade de Lisboa e fomos para a periferia. Entre algumas opções, acabámos por escolher o Paço do Lumiar.

O Paço do Lumiar é um dos 3 núcleos urbanos que integram a freguesia do Lumiar. Os terrenos do Paço do Lumiar eram propriedade do rei D. Afonso III, mais tarde foram doados por D. Dinis ao seu filho D. Afonso Sanches que se passaram a chamar de Paços do Infante D. Afonso Sanches, entretanto no reinado de D. Afonso IV esses terrenos receberam a designação que se mantém até hoje. Esta pequena povoação está repleta de belas e nobres quintas enquanto que nos terrenos limítrofes têm sido construídos condomínios, vivendas de luxo e até um extenso campo de golfe, mantendo-se esta zona como uma das mais nobres da cidade. 

DSC09570.jpgDSC09626.jpg

É aqui no Paço do Lumiar que estão instalados o Museu Nacional do Traje e o Museu Nacional do Teatro. Estes dois museus estão instalados em antigos palácios, o Museu Nacional do Traje está instalado no Palácio Angeja-Palmela e o Museu Nacional do Teatro está instalado no Palácio Monteiro-Mor. Estes palácios partilham o belíssimo Parque Botânico de Monteiro-mor, tendo este parque servido de cenário para o poema "No Lumiar" de Almeida Garrett. Sobre estes falaremos mais ao pormenor num próximo post.

 

A maioria dos palacetes e quintas encontram-se em bom estado, no entanto há alguns ao abandono, nomeadamente a Quinta de N. Senhora da Paz que curiosamente é património da Câmara Municipal de Lisboa e já apresenta sinais de vandalismo nos painéis de azulejos.  

DSC09562.jpgDSC09561.jpgDSC09559.jpg

Ao longo do passeio fomos encontrando alguns marcos históricos, como a casa onde faleceu o poeta Cesário Verde, quintas que foram residência de reis e rainhas, um antigo chafariz, bonitos painéis de azulejos e com a curiosidade, lá fomos espreitando alguns jardins destes palacetes. Este ano na rúbrica Lisbon Week que a Câmara Municipal promove todos os anos para destacar uma freguesia, foi possível visitar estas quintas e os seus belos jardins, mas com muita pena, não pudemos usufruir dessa oportunidade.

DSC09622.jpg

DSC09599.jpg

DSC09575.jpg

DSC09601.jpg

DSC09606.jpg

DSC09574.jpg

Como era muito comum na época, muitas das casas têm alminhas nas fachadas, algumas têm mesmo esculturas dos santos outras são painéis de azulejos. Passámos também pela Capela de São Sebastião e pela Igreja Paroquial do Lumiar.

DSC09638.jpgDSC09591.jpgDSC09596.jpgDSC09603.jpgDSC09610.jpgDSC09635.jpg

Das fachadas dos palacetes, destacamos a Quinta de São Sebastião na primeira foto do post, em baixo mostramos o pormenor da entrada da capela e a Quinta dos Azulejos (as duas fotos logo após a capela), são imponentes e muito belas, no entanto há outras que apresentam pequenos detalhes em azulejo que vale a pena admirar.

DSC09571.jpgDSC09641.jpgDSC09590.jpgDSC09594.jpgDSC09607.jpgDSC09576.jpg

Vale mesmo a pena caminhar por estas ruas para admirar este bonito património e se no final ficarem com fome, basta atravessar a Av. Padre Cruz e podem deliciar-se com os petiscos da taberna A Preciosa, a qual já vos falámos aqui.

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Pelos caminhos de Alcochete

por Os bloggers, em 03.05.17

Num dos nossos últimos passeios de fim de semana fomos até à zona de Alcochete.

O dia estava quente, um verdadeiro dia de Verão (na Primavera)!

DSC08846.jpg

Começámos por ir até à zona das Salinas do Samouco. Situadas na margem do rio Tejo, as Salinas constituem ainda um exemplo vivo daquela que foi, durante muito tempo, a principal atividade económica de Alcochete – a salicultura. Apenas visitámos superficialmente o local, mas ficámos com vontade de voltar para fazer uma visita guiada. Para além da beleza das antigas salinas, é possível apreciar a fauna e flora locais. Se tiverem sorte podem apreciar flamingos e pernilongos no seu habitat natural.

DSC08885.jpgDSC08858.jpgDSC08886.jpgDSC08879.jpgDSC08840.jpg

Como adoramos a beleza inerente a imponentes edifícios abandonados, não nos passaram despercebidos os antigos espaços da seca de bacalhau que segundo as notícias irão dar lugar a um complexo turístico de luxo.

DSC08891.jpgDSC08912.jpgDSC08911.jpg

As margens do Tejo com praia fluvial também nos cativaram pela sua calma e beleza genuína.

DSC08906.jpg

Seguimos então até à zona ribeirinha de Alcochete e do pontão, que mereceu uma caminhada para explorar a zona. O local é muito bonito e está bastante harmonioso, apelando por um longo passeio à beira rio. Os barcos estacionados compõem o cenário. Não ficámos para jantar, porque já tinhamos outros planos, mas ficámos curiosos por explorar os restaurantes que se espalham pelas ruas pitorescas.

DSC08937.jpgDSC08946.jpgDSC08923.jpgDSC08950.jpgDSC08954.jpg

Vamos seguramente voltar! Se tiverem algum restaurante para nos recomendar, deixem nos comentários.

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Bem-vinda Primavera

por Os bloggers, em 20.03.17

Chegou a Primavera! 

Para sermos mais exactos, chegou às 10h29m e ficará por cá até dia 21 de Junho!

Tivemos uns últimos dias de Inverno bastante amenos, no entanto, a Primavera chegou tímida e muito fresquinha, pelo menos aqui por Lisboa! Mas de certeza que nos tem reservados dias muito quentinhos e solarengos durante os próximos 3 meses. 

IMG_20170320_093547.jpg

Com a chegada da Primavera, ocorre também a mudança para a chamada hora de Verão, por isso não se esqueçam de adiantar os vossos relógios 1h, no próximo dia 26 de Março.

Com o bom tempo aí e dias "mais compridos", já não há desculpas para se ficar no sofá! Vamos lá aproveitar para uns passeios e escapadinhas!

Bons passeios!!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30


Mais sobre mim

foto do autor


Sigam-nos


O melhor blog do mundo


Instagram




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Links

  •  




  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.