Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Viagens | Sevilha aqui tão perto!

por Os bloggers, em 27.05.15

Com o Verão a aproximar-se a passos largos, fica a sugestão de uma escapadinha à magnífica cidade de Sevilha, onde estivemos recentemente num fim de semana prolongado.

Ao preparar a viagem, nas pesquisas que fizemos sobre a cidade e sobre o que visitar, encontramos uma definição, com a qual concordamos e que resume em poucas palavras Sevilha e o seu ambiente, passamos a transcrever:

Sevilha é a cidade sensual de Cármen, a cigarreira, e D. Juan, o conquistador. A cidade dramática do flamenco e da tourada, boémia dos estudantes e bons vivants, mas também popular nos seus bairros mais castiços. Tão exótica quanto tradicionalista, é cenário de um quotidiano que parece ensaiado. Nós somos os espectadoresin Rotas & Destinos

E foi com este mote que partimos à descoberta da cidade.

DSC02688.jpgO Bairro e a Ponte de Triana como fundo

 

Como ir?

Sevilha dispõe de aeroporto, mas para duas ou mais pessoas fica mais em conta a viagem de carro, são cerca de 450km a partir de Lisboa, que se fazem relativamente rápido visto ser sempre por auto-estrada. Se estiver mais a Sul de Portugal, ainda é mais rápido, para quem está no Norte poderá compensar o avião.

 

Um pouco sobre a cidade

Sevilha é a quarta maior cidade de Espanha e a principal da Andalúzia. É conhecida mundialmente pelo seu Flamenco, as castanholas e as touradas. É uma cidade limpa e cheia de vida nas ruas do centro histórico e nas margens do rio Rio Guadalquivir ao final do dia.

Como é uma cidade plana, pode visitar-se facilmente a pé. Mesmo que tenham crianças, não será muito cansativo, mas como os pontos de interesse distam um pouco entre si, convém levar calçado confortável.

O clima é ameno, no entanto, à noite arrefece um pouco, por isso levem uma peça de roupa mais quente. Ah! E não se esqueçam de adiantar o relógio uma hora para andar ao ritmo da cidade (afinal estamos noutro país!).

A visita completa aos principais pontos de interesse completa-se em 2 dias.

 

Onde ficar

A cidade tem uma oferta bastante variada de alojamento, mas não precisámos de procurar muito, pois a Odisseias tinha a decorrer uma excelente promoção no Hotel Ribera de Triana, que nos pareceu excelente e de facto não desiludiu.

O Hotel fica situado no Bairro de Triana nas margens do Rio Guadalquivir, a cerca de 15 minutos a pé do centro histórico, mas são 15 minutos em que podemos disfrutar das ruas pitorescas e do ambiente descontraído da cidade. Fica também a 5 minutos da Isla Mágica de carro ou a cerca de 25 minutos a pé pelo recinto da Expo92.  

Para mais informações sobre o Hotel Ribera de Triana cliquem aqui (sim, é o post que escrevemos há dias e que explica tudinho sobre o Hotel).

 

O que ver

1. Catedral de Sevilha e Torre de Giralda

É a maior Catedral de Espanha. A sua construção começou em 1401 e foi concluída em 1593, espelhando um estilo cristão-gótico irrepreensível. Foi declarada Património Mundial pela UNESCO em 1987. É um edifício imponente e de uma beleza rara, destacando-se a beleza e magestosidade da sua Torre de Giralda. Torre que é possível subir, desfrutando de uma vista magnífica e imperdível sobre toda a cidade de Sevilha. Cristovão Colombo está aqui sepultado.

DSC02587.jpg

DSC02603.jpg

DSC02541.jpg

DSC02624.jpg

 

2. Plaza de España e Parque Maria Luísa

A Plaza de España localiza-se dentro do Parque Maria Luísa. De um lado respira-se história e do outro a natureza, são dois espaços que co-habitam em plena harmonia e resultam num local único para poder relaxar. A Plaza de España foi construída em 1929 para sediar a exposição Ibero-Americana do mesmo ano, sendo composta por um grande edifício em tijolo e cerâmica, semi-circular e com uma torre em cada extremidade. É um local muito bonito, onde se podem encontrar muitos turistas e casais românticos a passear de barco no lago ou numa carruagem puxada por belos cavalos.

DSC02674.jpg

DSC02668.jpg

DSC02645.jpg

DSC02665.jpg

 

3. Alcázar

É um conjunto de palácios conhecido como Reales Alcázares, de origem muçulmana. Encantam pela sua arquitectura, fontes e jardins, que são de uma beleza magnífica.

DSC02633.jpg

 

4. Plaza de Toros de la Real Maestranza

As touradas são uma verdadeira festa para nuestros hermanos. Não assistimos a nenhuma tourada, mas asseguramos que vale a pena visitar o edifício da Plaza de Toros de la Maestranza, que é sem dúvida um dos ícons da cidade.

DSC02616.jpg

DSC02469.jpg


5. Torre del Oro

Torre militar de vigia, construída no século XIII e com formato dodecagonal, que em tempos controlava o acesso a Sevilha através do Rio Guadalquivir. É um dos marcos emblemáticos da cidade.

DSC02480.jpg

 

6. Rio Gudalquivir e Ponte de Triana

A cidade gira em torno do rio! É um rio cheio de vida, fonte de sustento e de lazer. Ao fim da tarde vêem-se dezenas de embarcações de canoagem e de remo, rio acima, rio abaixo, e centenas de pessoas a correr nas margens do rio. Que delícia! A Ponte de Triana é outro dos marcos emblemáticos da cidade. É uma ponte romântica, construída entre 1845 e 1852, que espelha todo o seu charme quando o dia escurece. Esta ponte liga o centro da cidade ao famoso Bairro de Triana.

DSC02448.jpg

DSC02458.jpg


7. Bairro e Mercado de Triana

Triana é um bairro típico de Sevilha, a sua arquitectura tradicional e as casas de flamenco e sevilhanas, têm um grande interesse turístico. O Mercado de Triana é um típico mercado espanhol, com uma vasta oferta de produtos alimentares, com destaque para as frutas e marisco. À noite o mercado continua com vida e é um local obrigatório para os sevilhanos irem degustar tapas à base de marisco. A "cave" do Mercado esconde outro mundo, que também não devem deixar de descobrir, esconde os restos do Castillo de San Jorge, que foi cede da inquisição a partir de 1481.

DSC02738.jpg

DSC02484.jpg

 

8. Metropol Parasol

É uma gigantesca construção em madeira (a maior do mundo), na Plaza de la Encarnación, inaugurada em 2011. Está dividido em 4 pisos. O piso subterrâneo alberga o Antiquarium, onde se podem visitar vestígios romanos e árabes. No piso 1 encontra-se um mercado e o piso 3 e 4 tem terraços panorâmicos. Gostámos imenso de visitar este espaço, com uma arquitectura improvável e com maravilhosas vistas sobre a cidade.

DSC02532.jpg

DSC02505.jpg

 

9. Parque Temático Isla Mágica

Para quem gosta de parques de diversões este é sem dúvida um local a visitar. É um ideal para levar as crianças e voltar a ser criança, desfrutando das dezenas de diversões que o parque tem para oferecer. Nos dias de maior calor, as atracções com água são as mais concorridas!

A Isla Mágica está inserida no espaço onde ocorreu a Expo92.

Se pretende calcorriar Sevilha de lés a lés e ainda visitar este parque, reserve então pelo menos 3 dias de estadia na cidade.

 

DSC02426.jpg

 

10. Centro Andaluz de Arte Contemporânea

Museu dedicado à arte contemporânea, desde 1997 a funcionar no Monasterio de Santa María de las Cuevas. Vale a pena conhecer o espaço e apreciar a originalidade da arte contemporânea.

DSC02362.jpg

DSC02374.jpg

 

11. Espaço da Expo 92

É um espaço fantasma, onde muitos dos pavilhões estão ao abandono e outros ocupados por escritórios. É pena ver o local assim. Perante tal cenário é reconfortante saber que do espaço ocupado pela Expo98, nasceu o airoso Parque das Nações, onde gira actualmente grande parte da vida Lisboeta!

DSC02414.jpg

DSC02406.jpg

  

Convencidos? Não deixem de visitar Sevilha! Aproveitam toda a história, magia e adrenalina da cidade das Sevilhanas! Nós adorámos!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:07



Mais sobre mim

foto do autor


Sigam-nos


O melhor blog do mundo


Instagram




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Links

  •  




  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.